sábado, 1 de maio de 2010

O final chegou

01 de Maio de 2010
Pois é. Não sou tão bom escritor como o era Susana. O feitio é igual. O que se tem para dizer diz-se na cara. Era minha filha a quem me orgulho de ter transmitido bons principios. Infelizmente ao fim de quatro longos e dolorosos anos faleceu no passado dia 10 de Março. Estou a tentar aprender a mexer nesta coisa e a recuperar o portátil dela, onde sei que escreveu várias coisas que queria publicar. Se o conseguir fá-lo-ei com todo o gosto, pois sei que era a sua vontade. Desde já vos digo que sempre soube de tudo, o que ela suspeitava. Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para, sobretudo, lhe minimizar o sofrimento. Muito obrigados por terem sido seus amigos e terem acompanhado quando mais precisava.

4 comentários:

jorge henriques disse...

Ao pai da Susana
Quero lhe dizer que a Susana partiu fisicamente mas a sua memória continua e continuará no meio de nós o legado que lhe transmitiu estava expresso nos seus escritos ,a frontalidade a coragem e um grande sentido de humor eram qualidades entre muitas outras que decerto teria.
Eu é que tenho de agradecer por ter tido o previlégio de ter conhecido (ainda que virtualmente)a Susana ,tinha planos de lhe fazer uma visita mas infelizmente a doença foi mais rápida ....
Obrigado eu , Susana, onde quer que estejas.....


Cordialmente
jorge

manuela baptista disse...

não existe mais bela escrita

do que aquela que o amor inspira!

corajoso é o pai
que seguindo os passos da filha, os torna visíveis e sonantes

a distância habita apenas na nossa cabeça
porque o coração está mais perto de tudo!

um abraço

Manuela

Brancamar disse...

Já escrevi quase tudo o que queria dizer no texto sobre o oxigénio mais acima, de vez em quando passo ainda por aqui e breve se me permitir passarei por lá...
Já vi nos textos que li acima de quem a Susana herdou a frontalidade, foi sempre o que mais lhe admirei e o sentido crítico e de humor e a doçura da sua voz que era única, extremamente meiga.
Tal como diz o Jorge nós é que agradecemos por termos conhecido um ser humano maravilhoso como a Susana e tal como ele só lamento que a doença tenha sido mais rápida que os nossos planos.
Um abraço para o pai Bártolo e outro para a mãe da Susana.
Branca

sideny disse...

Eu quero agradeçer também ter conhecido a Susana.

um beijo sr.Bártolo