quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Dispensa de uma secção



Hoje tive consulta de rotina na secção de Radioterapia. Não foi a médica usual que me viu, mas também parece que nem é costume fazer este tipo de consulta um mês depois, para controlo, segundo me disse a médica de hoje.
Deve ser por também não ser costume fazer rádio de urgência para “safar” umas vértebras. Fui oficialmente dispensada da Radioterapia, por agora pelo menos.
Eu, com as minhas pressas queria ficar já mais operacional, porque me irrito de deixar cair coisas e depois não conseguir apanhá-las. Até parece que deixo cair muita coisa, não deixo, mas agora presto mais atenção a isso.

Bem, em conjunto com a informação da Neurologia, na comparação das duas TAC, é visível o progresso na calcificação da L5 e D3 (pretende-se que calcifique dado que o tumor andou a comer o meu material ósseo).
Tenho de ter muito cuidado durante os próximos 3 meses, e dentro de seis é possível que consiga chegar com os dedos das mãos mais perto dos pés, e talvez consiga dobrar as pernas como fazia antes. Não posso conduzir nem pegar em pesos.
Sei que é muito bom para quem deixou de andar.
Mas não me chega.

Tal como me enervei porque hoje tive de comprar umas roupas e o meu pai insistiu em pagá-las (nem para isso sirvo? Sei que ele não fez por mal, mas esquece-se muito de se colocar na minha situação); já chega eu não poder trabalhar em lado nenhum porque não era do quadro e tive de me despedir para me tratar. Tudo parece deitar abaixo.
Isto depois de ter notado que o meu carro (finalmente o meu pai lá ia conduzir “a carroça” que não circula desde Junho, no dia em que foi á inspecção) morreu. Bateria pifada por falta de uso, pois é quase nova.
E ainda por cima descobri que engordei, pois lá tive coragem de me pesar. Passei a fasquia que tinha estabelecido como limite máximo do pânico, a qual nem vos digo.

Como sopinha e fruta, pouca carne, pouco pão, nada de fritos, nada de bolos, frutos secos são os amendoins (mas em pouquíssima quantidade), o chocolate é amargo…e afins. Não sei que mais hei-de cortar na alimentação. Realmente aumentei a ingestão de fruta, será disso? Mais açúcar que eu quase não comia? O queijo é tipo flamengo, já que costumava comer da Serra. E será também de toda a medicação para a dor e corticóides, mas é demais.

Hoje, apesar de ter cruzado com uma senhora bastante despachada portadora de uma prótese (perna esquerda) que ia de calções, e me fez pensar;… mesmo assim hoje foi um daqueles dias que começou a rir e vai acabar com nuvens. Acho-me no direito de estar chateada e triste hoje.

Caramba, esta coisa representa cerca de 1% dos tumores malignos estudados e conhecidos no mundo, porque raio havia eu de acertar num?
Quero a minha vida de volta.

Amanhã estarei mais bem disposta, mas quando me chateio fico assim, e vocês também podem saber disso, não vos faz mal. Deixai lá a preocupação comigo, que isto passa.

Estou, entretanto a ver quem me responde a SMS que enviei a alguns amigos e amigas a perguntar como iam. Houve quem ligasse, houve quem enviasse SMS. Houve quem ainda não disse nada. Logo vejo. Talvez a próxima SMS seja assim algo: “Olá caro amigo/a, só enviei SMS para dizer que morri, e chegaste atrasado/a ao funeral. Já não precisas responder, tá? Bjs”
Era bué giro, não?

Beijinhos mas é para vocês, que esta coisa de andar tudo a perguntar como estamos a terceiras pessoas sem nos dizer que ainda sabem onde vivemos não tem graça, porra. Perguntem a quem está doente, gostamos de ouvir as pessoas, excepto se estivermos enjoados. A dada altura parece que se escondeu toda a gente, e não estou a falar do facto de ser o “querido mês de Agosto”. As pessoas olham-se de frente, tal como tudo na vida, o bom e o mau. Se assim não for, pode ir andando.
Fiquei mesmo zangada com algumas pessoas das minhas relações. Mas isso é porque eu tenho outras prioridades agora: não tenho filhos nem marido, logo a minha rotina é diferente. Uma saia gira é para mim um pedaço de tecido, nada mais, não encontro beleza em lado nenhum. Fico é preocupada se não consigo voltar a baixar-me para meter a louça na máquina, isso sim preocupa-me. Ou mesmo se isto de deixar de andar volta a acontecer. E não entendo porque é que várias pessoas que souberam nem reagiram??????

Graças aos deuses tenho amigas que mesmo longe me deram e continuam a dar apoio, porque algumas das que estão perto ou ficaram surdas, ou tolas, ou com medo. Devo ser eu que funciono mal e pronto. Mas que deste lado parecem parvas, parecem , peço desculpa pela frontalidade.

Caramba, que dia mau para o meu neurónio.





*****

8 comentários:

Brancamar disse...

Olá minha querida sobrinha,

Mas afinal o que é isso? Zangada tu? Deve ser só hoje.Já te li ao princípio da noite, mas chego a esta hora porque andei por aqui a roubar uma flôr das tuas para levar lá para o meu sítio e acabei por levar um bosque e umas fadas, tudo junto, hihi. Dizem bem contigo. Se não gostares eu troco. Tenho aquele girassol lindo via "tijolo", mas ainda não consegui passá-lo para o computador. Rio-mo imenso quando dizes que estou imparável com as novas tecnologias, não te posso dizer de quem é a culpa, mas lá que estou maluquinha é verdade.
Passamos a ser duas "xanfradas", hihi.
Agora que vais ter uns dias de descanso, vá...vou-te incomodar mais e não tarda muito hei-de ir conhecer-te ao vivo e a cores, hihi!
Hoje estás demais, nem deixas o pai oferecer-te umas roupinhas, orgulhosa!
E o peso será essencialmente dos curticóides, mas sabes que isso passa logo que deixes de os tomar tudo vai ao sítio, tu sabes. Amanhã é outro dia e um de cada vez com paciência, que tu tens muita, és uma miúda fantástica, também sabes :)
Beijinho muito grande para ti, sempre.
Tia Branca

Mrs. Sea disse...

Minha linda, então, acalma-te! :)
Sabes que podes sempre contar com o nosso apoio não?! Só não te conheço porque não me quiseste dizer onde estavas em Coimbra! :) Malvada! :P
Quanto àquele outro assunto... são nessas situações que infelizmente reconhecemos os nossos amigos... e acredita que na cena do meu irmão já consegui fazer a selecção: fiquei com muito poucos! Porque amigos sem "tarelo" eu dispenso! Acho que devias fazer o mesmo! :P
Bjins linda e força... Vais ver que tudo vai correr bem e o bicho vai ir pó raio que o parta! :P

jorge henriques disse...

ORA ENTâO O QUE É QUE SE PASSA AQUI ?? HEMMM HEMM
Muita prosa sim senhor mas o que gosto mesmo é quando os ticos e os tecos estâo com carga positiva ,tal como as baterias dos carritos devem ser carregadas os ticos eos tecos tambem ( é favor carregar a bateria do carrito e depois desliga-la do dito senâo volta a descarregar)
Onde é que eu ia .... bom portanto deixo aqui energia quanto baste para o tico e teco e espero que na proxima vez que aqui passar possa arreganhar a taxa já agora é favor nâo esquecer de comer fruta se possivel de cor vermelha é que fica muito bem com o verde dos vegetais ,nâo é ?
Até mais logo vou passando e toca a arrebitar ( havia uma cantiga assim ..bom nao interessa nada!!!)
tchau e astral para riba OK????
BEIJOS
jorge

Filomena disse...

Pois, e eu sou daquelas que passam por aqui( já conheço este blog há uns tempos) e não digo nada.
Porque não gosto de comentar a maior parte das vezes, porque engulo em seco a maior parte das vezes, porque não lhe queria estar na pele... sei lá mais porquê!

Mas passo aqui muitas vezes e penso muitas vezes em si, assim uma vida cortada ao meio( vê, devia estar a dizer qualquer coisa mais alegre, mas só me ocorre isto), uma mulher que mesmo assim luta diariamente e tem todo o direito de fraquejar, de se revoltar.

Pronto, não disse nada de jeito!
Mando-lhe um beijo se o quiser aceitar e um sorriso


Filomena

Brancamar disse...

Bom dia, com alegria,

Eu bem digo que não posso escrever de madrugada, emendo lá aquele errito acima, corticóides com o e não com u, que horror! Mas também não interessa nada no meio do sumo da conversa, hihi. É como a saia gira que é para ti um pedaço de tecido, pois é tudo relativo e por isso aqui estou, ainda em camisa de noite, que horror a esta hora, pois quem me mandou andar por aqui de noite.
Para a semana vou estar em sítio que não sei se terei acesso à net, mas sempre tenho aquela tecnologia nova para te mandar um bocadinho de mar e outras coisas mais, hihi.
Beijo muito grande.
Tia Branca

12:25 PM

Este comentário entrou por engano no post de baixo, então transplantei-o agora para aqui :), a idade não perdoa!
Beijinhos

Xanfrada disse...

Cara Filomena,
aceito o seu beijo e todos os que me quiser dar. Irrito-me sim, e outros dias não.
Passe sempre e deixe os seu pensamentos por favor, que são todos bons. Se ficar a engolir em seco , fico triste por ter causado mau estar ;-)))
Volte sempre e fique.

Um grande abraço da Xanfrada

Xanfrada disse...

Vera, minha querida,

sei que andei fugindo...tinha a sensação que andava com mau aspecto para tu me conheceres, e muito menos o teu mano. Tás a ver? Infelizmente acertei. Não me leves a mal. Comigo ainda não foi desta. Espero que seja á 3ª, e que o danado do bolor se vá. Que tudo de bom vos rodeie, tal como desejo para mim e para os meus.

Bjins

Mrs. Sea disse...

Querida... gostava mesmo de te ter conhecido, mas eu compreendo a tua decisão e respeito!
Apesar de nunca te ter visto, gosto muito de ti e..."miúda" tu és especial! Portanto, esse bolor vai desaparecer! Eu acredito mesmo nisso!
Bjins e força ok?!

***Estou sempre à procura de notícias tuas...