terça-feira, 28 de abril de 2009

Olá ESAB...12º...



Hoje estou como o tempo, fraquito.


Espero que se riam com os meus textos intratáveis, que foram escritos há uns anitos, e isto é verdade.

Estou a dirigir-me a vós deste modo, pois sempre pensei que o meu blogue fosse algo que nunca influenciaria ninguém. Nunca me ocorreu etiquetá-lo com "conteúdo de adultos". E digo isto não para vos chamar pequeninos, mas porque estando no final do secundário, sou da opinião que ainda vão ter tempo demais para cenas tristes, escusavam de começar agora.


Quanto á informação sobre o cancro que tenho, ela é escassa neste blogue, e não pretendo sobrepor-me a nenhum tipo de conhecimento científico. Não criei estes posts com esse sentido, tal como está escrito muito lá para baixo.


Gostava igualmente de fazer parte mais verídica desse vosso tema, que julgo seja de projecto, certo? Infelizmente ainda não me posso colocar na fase do "pós". Ainda estou no durante.


Por vezes dá-me vontade de contar aqui tudo o que é politicamente incorrecto e até poderá ser considerado imoral, mas precisamente porque não sei como serei interpretada, não o faço.


Hoje estou triste porque há quem esteja triste e frustado ao pé de mim.

E hoje também estou triste e preocupada por causa de estúpidos efeitos secundários de quimioterapia algo forte. A semana que passou foi de tratamento em internamento (de terça a domingo) e quase rebentou comigo. Tenho esta semana e a próxima para recuperar, nem sei como, perdi massa muscular ao longo do processo, perdi capacidade cardio-respiratória, perdi o meu recheio (aquele feito de ideias e sonhos dentro da nossa cabeça). Perde-se muito, muito que nenhum médico consegue, por muito que queira, arranjar. E garanto-vos que tenho estado bem acompanhada. Tenho de inventar maneiras de me sentir feliz, apesar de desempregada, sem apoio (era recibo verde), cansada e podre. Começa a faltar-me a imaginação.


O meu 1º diagnóstico foi em Dezembro de 2006. Tem sido uma maratona difícil. E é-o para quem nos cerca. É uma das coisas que mais me magoa: é tudo lindo, mas isto demora mais do que uma gripe a curar. Toda a gente tem a sua família, os filhos, contas e tal. Com o tempo, tudo vai embora. Aqueles que eram os amigos do cafézito da manhã e das sms ás tantas, deixam de o ser. E sei que não o fazem por mal. É uma questão de esgotamento


Bem, estou ao vosso dispor, tendo em conta que também já fui professora e há coisas em que naturalmente fico de pé atrás, para vossa sanidade mental. Aviso já que sou pouco navegadora. Decerto compreendem que depois de estar de castigo e enjoada uma semana, não me dê muita vontade de estar colada ao teclado, sim? Vocês sabem, as cotas têm neuras, pronto.


Contudo, acho que devem seguir outros blogues que fazem relatos diferentes, alguns eu também sigo, outros encontrá-los-hão nos links de cada um, como vocês sabem ( e dominam isto, Jesus).


Obrigada por terem aparecido hoje, ia ser um descalabro neste ciberespaço hoje, estava a dar-me uma vontade de explodir... ui ui.


Boa sorte e "be careful out there", encontra-se de tudo na net, ok?


*****

5 comentários:

Carecaloira disse...

Ainda bem que te distraíste com as amigas que te mandem, eu avisei-as de que eras xanfrada!! hihi. Só espero que elas não te conheçam primeiro do que eu!!

Quanto a mim fico à espera que me contes tudo o que devo saber da torneirinha, estou sedenta de informação, sou uma cusca.

Aguenta-te miúda. Eu estou contigo.
Vamos vencer.

Mil beijos

Brancamar disse...

Olá miúda (cota dizes tu, que hei-de dizer eu?), bem, digamos miúda xanfrada,

Gostei, gostei deste post, fizeste-me um bocadinho a vontade, mau feitio cá para fora, eu não te disse atràs, que era para isso que as tias serviam? Pois, cá estou eu, mas ainda te falta o resto, mulher de coragem...!
Ainda bem que alguém é capaz de dizer: "Decerto compreendem que depois de estar de castigo e enjoada uma semana, não me dê muita vontade de estar colada ao teclado, sim?",claro e ainda bem que alguém pôe no sítio aqueles que têm a mania de cobrar, assim tens a certeza que os que estão aqui de pedra e cal é porque sim, porque gostam de ti e quando não estão é porque...há vida e mundo e vidas que não temos que dar a conhecer à blogosfera, mas que tu estás lá, sempre nas nossas vidas, que vão para além deste sítio, sabes, não sabes? Eu também sei que no teu silêncio estarei lá algumas vezes (convencida!), mesmo que ao mesmo tempo não te apeteça ver-me, eheheh! Eu sei que até te apetece (convencida outra vez!) e hei-de ir um dia por aí para apanhar com o mau feitio assim de uma forma mais directa, não é masoquismo, é apreço pelo estilo, enquanto outros falam dos males físicos, tu falas da vontade de vencer, tu vais curtir a tristeza longe do computado e vens depois para nos divertir, grande generosidade(agora falo a sério! Ao Jorge chamava-lhe eu na Catedral o Roberto Benigni de "A vida é bela", tu não és muito diferente, és a versão feminina, embora hoje te apetecesse dizer aqui o que não disseste, que pena...! Hihihi!
Beijinhos da tia maluca.
Tia Branca

Mrs. Sea disse...

Xanfradita,
Muito bem escrito! Sabes, mesmo cansadita e "sem apoio" consegues escrever lindo, consegues meter-me um sorriso estúpido na cara, como se a tua história fosse fácil! Não é, eu sei! Mas sabes, não te esqueças que estou aqui também para ti e nos dias menos bons continuarei aqui! Não pretendo ir embora... Pretendo continuar aqui para ti e para todas aquelas que necessitam de mim! Pretendo ficar aqui, pelo menos até à tua vitória! Eu sei que vais vencer... Só tens de ultrapassar cada líquido info ou doxo que te passar pelas veias e o bicho, esse maldito estúpido, esse atoleimado que nem devia existir, vai embora! Eu sei... ele irá embora daqui a nada e vais ver, tudo irá passar! Quero festejar contigo o dia em que ele se for embora!
Eu acredito... Mas preciso que tu também acredites!
Bjins

Brancamar disse...

Voltei hoje e gostei desta entrada da Verita, a chamar-te "Xanfradita", sempre fica mais suave o diminuitivo e gostei de tudo que ela disse e subscrevo. Ontem já caía de sono, não sei se disse alguma coisa de jeito, mas foi o que senti na hora e como diz a Vera consegues sempre escrever lindo e faze-nos sorrir.
Agora que já desansaste um pouco, quando vieres, sei que virás melhor e espero por esse momento.
Beijinhos

jorge henriques disse...

Estava eu na minha hibernaçâo e nâo é que senti uma vibraçâo acordei e fui ver.
Nâo,nâo era chuva porque a chuva nâo bate assim e bla bla bla bla.... e logo percebi que a senhora dona xanfrada tinha chegado e batido com a porta .
Entâo devo lhe dar as boasvindas e dizer-lhe que estava á espera ansiosamente de noticias ,espero que tudo tenha corrido bem e que os liquidos possam ser substituidos por alguns sólidos ok?
BOM FIM DE SEMANA
BEIJOS
jorge