quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Depois de pensar muito...


Depois de pensar muito, e não apontar as conclusões a que cheguei...dei comigo reduzida a coisas simples (até porque o neurónio está cansado das directas do internamento).


Redefini a minha visão de precaridade e noção de prioridade, ao ver e ouvir atentamente o clip em...




São Os Contemporâneos. Quem tem pelo menos 35 anos lembra-se das campanhas natalícias que pretendiam apelar a algo grandioso. Esta é tal-qual. É campanha, é apelativa, é algo grandioso...pena que quase me tenha feito chorar no fim. Lembrou-me os dias em que eu acreditava que um dia faria algo pelo equilíbrio e pela justiça no mundo, os meus sonhos de adolescente, como no poema da minha querida Tia Branca. Se calhar, Deus existe e escreve mesmo direito por linhas tortas. Eu não teria sabido educar os filhos (se os tivesse tido) para viverem nesta selva. Ah, mas que dá para rir dá...senão nem vos dava o link, ok? É uma moca, a sério!!!


A outra parte é que acho que esta semana posso deixar aqui um pequeno palavrão. Pensei no que gostava que os meus amigos recebessem, não no Natal, mas ....digamos, esta semana, claro, e na próxima pedimos mais qualquer coisinha. Pensei pensei pensei e tropecei na imagem alegremente partilhada na internet. Imprimam, recortem e coloquem na carteira, na pala do carro, num crachá e partilhem com os amigos. Digo-vos mesmo, e agora já recuperei das alucinações das ifosfamidas... é mesmo o que se segue.


Muitos, mas muitos beijinhos


4 comentários:

Brancamar disse...

Ha!ha!ah! Só tu para nos deixares uma pérola destas! É mesmo uma moca! Vou roubar-te o vídeo para o mandar a uns amigos.
Realmente nunca se viu crise mais parva.
É a falência total do sistema capitalista de que alguns sempre falaram e muitos não acreditavam.
Tens razão, não saberias educar os filhos, como eu não soube educar os meus para esta selva, daí o sentirem-se muitas vezes mal dentro dela, mas pelo menos aprenderam que apesar de tudo sermos honestos connosco próprios e semos persistentes nos nossos princípios nos traz a garantia de tranquilidade.
Ficaria aqui a estender-me sobre o tema, mas não vale a pena, não foi isso que me trouxe aqui, mas sim trazer-te um miminho e afinal encontrei outro no próprio texto.

Brancamar disse...

Desculpa, saltou-me a mensagem antes de te mandar muitos beijinhos e desejar desde já um Natal o melhor possivel, apesar de possívelmente ainda falarmos antes.
Tudo de bom.
Um grande abraço e mil beijinhos.
Branca

Mrs. Sea disse...

Vou mandar este link para os meus amigos!
:)
Bjins

Carecaloira disse...

Beijinho grande amiga.

Marina